quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Agenda Positiva

Não é mole aguentar a Agenda Positiva Vermelha.
O time é eliminado levando 5 x 2 do Ceará e ninguém repercutiu a "ressaca da eliminação", nem o fiasco da goleada.
O time perdeu para todos os demais integrantes do G4 e ainda por cima, jogou duas vezes em casa contra esses times, e nada de crise.
Pelo contrário.
A manchete do dia de hoje é que o time "não tem chance de deixar a segunda colocação no dia de hoje".

É dose.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

A pergunta que Kenny Braga não vai fazer

No ano passado, o Grêmio foi jogar contra o Atlético-MG pelo Campeonato Brasileiro e o Felipão havia convocado uns dois jogadores do clube mineira para a Seleção Brasileira.

O Kenny Braga deu um discurso, cheio de arrogante ironia, no Sala de Redação falando que isso era um favorecimento ao Grêmio, pois o Atlético-MG estava sendo enfraquecido e isso ajudaria o Grêmio a subir na tabela.
Ele questionou a lisura da convocação, feita por um técnico que era ligado ao Grêmio, e que beneficiaria o Grêmio com tal convocação.
Agora, Dunga convoca os dois principais jogadores do Cruzeiro, em meio ao Campeonato Brasileiro, desfalcando o líder do Campeonato por algumas rodadas.
Com certeza o Kenny Braga não vai falar um pio sobre isso, dizendo que ao desfalcar o Cruzeiro, o Inter seria beneficiado, podendo encostar na liderança. 
E nem vai perguntar nada sobre a lisura da convocação feita pelo Dunga.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Faltou verba

Pedro Legado passou dias defendendo que a verba de R$ 35 milhões para as Estruturas Provisórias deveria ser paga pois se pagava valores similares a outros eventos, como carnaval e semana farroupilha.
Só que ele não calculava o quanto se gastava POR ANO em cada um desses eventos.
Detalhe: para o desfile farroupilha é necessário R$ 1,1 milhão.
Para as Estruturas Provisórias foram gastos R$35 milhões.
Dava para fazer o Desfile Farroupilha por 35 anos.

Agora faltou verba.
Não vai ter desfile.

E agora, Pedro Legado?

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Grêmio nas Filipinas

Dica do leitor Albenir Querubini:

Incrível. Estava vendo no Discovery o programa O Fugitivo e passou um vilarejo nas Filipinas e para minha surpresa aparece uma criança usando uma camiseta do Grêmio. Mando a foto.

Abraço 



Espírito de Felipão

O tempo é milagroso.
Nos faz esquecer dos problemas, torna mais suaves os tempos difíceis.
O Grêmio tinha muita dificuldade com o Felipão nos anos 90.
Cada partida era um parto.
O time jogava feio. Dava chutão.
Mas ganhava.
Para quem não viveu ou não lembra daquela época, fiquem desde já avisados.
Com isso, fico espantado com quem queria uma atuação magistral do time do Grêmio ontem contra o Criciúma.
O Grêmio jogou feio. Mas ganhou.
Com Felipão é assim.
E eu não estou criticando. Até gosto deste estilo, mesmo que nos mate do coração às vezes.
Mas o ponto mais interessante do jogo foi justamente a volta do estilo Felipão.
Eu não gostava do Felipão "Paz e Amor" da Seleção.
Eu gosto do Felipão que quando botava o Grotto no segundo tempo, para segurar o resultado, era chamado de burro pela Social do Olímpico e que virava para nós e nos mandava tomar no C*.
Esse Felipão andava sumido.
Esse Felipão voltou ontem.
Cito dois exemplos:
O árbitro reserva estava reclamando de alguma coisa com o Felipão e tomou uma mijada fenomental.
O árbitro foi se esconder na área técnica do Criciúma. Nem na área da arbitragem ele quis ficar, pois era muito próxima da área do Grêmio.
Outro exemplo: quando um jogador do Grêmio estava sendo atendido fora de campo, o Felipão ordenou que o Rhodolfo fosse amarrar a chuteira do Marcelo Grohe.
Quando o jogador do Grêmio se recuperou, a chuteira do goleiro tinha terminado de ser amarrada.
Ah, mas é feio catimbar contra o Criciúma.
Pode ser.
Mas eu prefiro isso a ver aquele Grêmio que toma gol irregular, ou tem pênalti marcado contra e abaixa a cabeça e não fala nada.

É feio.
É um horror.
Mas é o espírito do Felipão.
E ele andava nos fazendo muita falta.