domingo, 5 de novembro de 2017

A vida de um repórter no Inferno da Segundona

Não é fácil ser repórter na Segundona.

Nem refri zero tem nos hoteis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário