quarta-feira, 26 de novembro de 2014

A tese do WC

Se ocorrer um assalto na Avenida Ipiranga ou na Érico Veríssimo, a RBS deve indenizar a vítima.
Se ocorrer um acidente de trânsito na Avenida Ipiranga ou na Érico Veríssimo, a RBS deve indenizar a vítima.
Absurdo?
Não.
É a tese do WC na Zero Hora de hoje, ao afirmar que o Grêmio deve indenizar o torcedor que foi atingido por dois disparos da Brigada Militar, sendo que o fato ocorreu na via pública.
Não estou criticando o torcedor.
Este blog lutou muito para que o Governo do Estado apontasse os culpados pelo crime que foi cometido.
Estou criticando esta tese que o WC tenta plantar, de jogar no colo do Grêmio o dever de indenizar.
Lembrando que o próprio WC achou um absurdo quando a procuradoria do STJD tentou condenar o Inter pela agressão sofrida pelo André Santos, sendo que o WC afirmou que o Inter não podia ser condenado pois o fato ocorreu fora do estádio.
É dose.



Um comentário:

  1. Na rerere- inauguração do BEIRA- Brio um torcedor morreu próximo ao estádio quando caminhava na rua...não me lembro desta ignorância jurídica-política-futebolística, o WC - que iniciais que combinam) ter se manifestado nestes termos.

    ResponderExcluir